Super Cavaco a Presidente: 2005-10

2005/10/31

 
O que pensam os Portugueses
Este blog é o mais sério das Presidenciais.
Percebe-se facilmente que é feito por pessoas que nada querem ganhar em troca, nem que se servem da politica no seu dia-a-dia. Pelos assuntos tratados, assim como pela "voz" que dão a quem queira escrever o seu pensamento sobre as Presidenciais e os candidatos, merece ser destacado como o mais sério de todos os que proliferam nesta matéria. Sou leitora diária e espero que continuem com esta dinâmica e a dar voz aos Portugueses.
Com os melhores cumprimentos;
Rita Maria Albuquerque
(Coimbra)

 
Curta e breve

Lia-se aqui num post anterior que os ministros do Governo, uns vão votar Soares e outros Alegre. Até aqui nada de novo. Não pude deixar passar esta oportunidade e por aquilo que vou lendo e vendo nas televisões, para acrescentar que outros ministros há que já disseram que vão votar Cavaco. Portanto tudo me leva a crer que os membros do próprio Governo não corroboram daquela velha máxima "vota no da tua côr", mas sim "vota naquele que mais confiança transmite ao país mesmo que não seja o do teu partido, até porque para as Presidenciais, vota-se na pessoa e não nos partidos".
Perante tal cenário já podem imaginar como vai o clima lá para as outras bandas...
João António Castro

 
O que pensam os Portugueses
Na primeira quem quer cai.
A quando da reeleição do Dr. Mário Soares para PR, fui um dos muitos que lhe deram o seu voto. Fi-lo porque considerei meritorio o seu primeiro mandato.Como todo o ser humano sou um animal politico, mas não profissional da politica. Desde a Faculdade que gosto de “discutir” e fazer analise politica. Talvez por isso os meus colegas de então indicaram o meu nome para integrar a Direcção da Associação dos Alunos da F.M. da U.P., extinta á nascença por ter sido considerada um braço da MUD juvenil. Não sou de esquerda nem de direita mas tenho os meus valores que procuro viver no meu dia a dia. E isto leva-me a usar o meu voto de acordo com os projectos e programas apresentados, a credibilidade dos seus proponentes e o seu possível contributo para um Portugal melhor , um Portugal de iguais oportunidades para todos .
Detesto a manipulação abundante e frequente nos discursos e practicas dos políticos.
E veio-me á cabeça... “na primeira quem quer cai” .
Por isso vou votar Portugal vou votar Cavaco Silva (Prof..)
enviado por: Augusto Paiva dos Santos

2005/10/30

 
Cavaco e Alegre, continuam a marcar pontos

Está visto!
Cavaco Silva e Manuel Alegre estão a cada dia que passa a cair nas boas graças dos Portugueses. Tanto um candidato como o outro, sobem dia-após-dia nas sondagens mas em patamares diferentes. Enquanto que o Professor Cavaco Silva passa actualmente a barreira dos 55%, já Manuel Alegre passa a "barreira Soares", assumindo-se cada vez mais como um sério candidato ao segundo lugar a cerca de 40% de distância do Professor. Os motivos mais evocados pelo eleitorado, são acima de tudo a competência, honestidade e inteligência no caso de Cavaco Silva e a honestidade e seriedade no caso de Manuel Alegre em relação a Soares, este último que como todos já sabemos, apenas concorre, não para ganhar, mas sim para aproveitar a campanha para atacar fortemente o Professor, o qual parece não estar nada preocupado com as intenções de Soares, uma vez que acima de tudo estão os problemas do país e dos Portugueses. A cerca de 3 meses das eleições Presidenciais, afigura-se uma vitória esmagadora de Cavaco Silva na primeira volta e uma derrota de Soares não só para o Professor como para o seu amigo (?) Manuel Alegre. Perante este cenário, existem já muitas vozes no próprio partido Socialista a apelar a Soares que desista, porque preveêm uma derrota estontiante, como também uma vitória de Alegre sobre Mário o que irá causar com toda a certeza um grande mal-estar no interior do próprio partido socialista e até do Governo que como se sabe, metade dos ministros votam Soares e a outra metade vota Alegre.
Marcelo Ricardo Sousa

 
O que pensam os Portugueses
Por: José Carlos Costa
Braga
2005-09-03 00:02
Soares não tem hipóteses contra Cavaco Silva que é um homem competente e honesto. Friso o honesto, uma vez que o outro candidato não o tem mostrado. Cavaco será o novo Presidente dos Portugueses. É importante que o país não embarque na cantiga da cigarra e no bailinho do Natal. Por vezes, a simpatia do Dr Soares é forçada e o sorriso amarelo também, para ganhar votos obviamente. Basta Doutor Soares! Basta!

 
VOLUNTÁRIOS DE NORTE A SUL APOIAM CAVACO

A candidatura de Cavaco Silva à Presidência da República não se vai assentar no tradicional apoio do aparelho partidário, mas sim no apoio de voluntários. De Norte a Sul do País, são muitas as pessoas, especialmente estudantes, que se oferecem para ajudar e apoiar Cavaco Silva na corrida a Belém. Esta situação é um sinal claro da imagem com que Cavaco Silva se quer apresentar nas eleições presidenciais de Janeiro do próximo ano: um candidato suprapartidário.
Faça já a sua inscrição em - http://www.cavacosilva.pt
Mariana Fernandes Pereira

 
Queremos dar voz aos leitores

Para isso basta enviarem as vossas opiniões para SuperCavaco@portugalmail.pt

2005/10/29

 
O que pensam os Portugueses

Gostaria de fazer algumas questões relacionadas com o vosso blog, devido a estar a preparar um artigo para o jornal Destak sobre os blogs afectos a candidatos presidenciais. Pedia-vos bastante brevidade nas respostas, se possível.

- Como é que surgiu a ideia de criar este blog de apoio à candidatura de Cavaco Silva? Criaram primeiro o Grupo de Apoio e depois o blog ou o inverso? Já se conheciam anteriormente?
R - Antes de mais, obrigado pelo e´mail. A ideia de criar o blog surgiu de uma hora para a outra.O grupo de pessoas que escreve já se conhecia de outras andanças, nomeadamente da imprensa escrita nalguns jornais de dimensão nacional e não só.Um de nós decidiu fazer o convite por e´mail e os colaboradores que aqui escrevem decidiram entrar no projecto.Em abono da verdade, outros houve que não aceitaram. A password e username foram enviadas para cada um e a partir daí cada um no seu ponto do país, escreve quando pode e o que lhe vai na alma.
- Quais os motivos fundamentais para a criação do blog?
R
- Apenas e só o apoio incondicional à candidatura do Professor Anibal Cavaco Silva.
- Quais as vossas ocupações? Algum dos intervenientes conhece pessoalmente Cavaco Silva?
R
- Alguns jornalistas, outros sociólogos. Nenhum de nós conhece pessoalmente o Professor, mas gostávamos nem que fosse de lhe dar um abraço no dia da vitória.
- Quais os objectivos que esperam atingir com a criação deste blog?
R
- O principal e único objectivo, contribuir para a vitória na primeira volta do Professor.
- Têm tido uma adesão de visitantes e participantes acima do esperado? Quem comenta são apenas apoiantes de Cavaco Silva?
R
- A adesão tem sido enorme. No primeiro dia 833 visitas, segundo dia 845 e por aí adiante. Provavelmente e actualmente, um dos blogs mais lidos no país sem vaidades de o escrever. Todos são apoiantes do Professor, caso contrário não teriam aceite escrever aqui.
- Acreditam que podem ter um papel importante no apoio ao professor Cavaco Silva?
R - Não podemos ter, já temos .
Obrigado. Os melhores cumprimentos
JT

2005/10/27

 
Cavaco Silva reúne as condições necessárias para
devolver a confiança ao país

Falo-vos hoje dos candidatos que já conhecemos.
A ideia mestra que ressalta dos discursos de Soares, Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã é que, do nosso ponto de vista, nenhum deles se candidata verdadeiramente à Presidência da República mas sim contra Cavaco Silva.Para quem anda um pouco atento às coisas da politica e queira fazer um pequeno exercicio de memória, não terá dificuldades em concluir que Mário Soares, durante dez anos, não fez outra coisa que não fosse lutar contra o Professor de Economia e Primeiro Ministro de Portugal. O Dr. Mário Soares, depois das intervenções públicas que teve e das afirmações que produziu em relação à possibilidade de voltar a candidatar-se a Belém, devia ter um pouco mais de decoro. Tudo isso e os oitenta e tal anos que já conta deveriam ser razões mais que suficientes para travar o seu apetite desmedido. Todos sabemos que Mário Soares não gostará mesmo nada de ver Cavaco Silva ocupar a cadeira que ele deixou em Belém e acabar a carreira politica em glória. Não podemos esquecer ainda que o Dr. Mário Soares ignorou, omitiu e espezinhou 30 anos de ligação a Manuel Alegre. Sobre o poeta de Coimbra que continua, nas sondagens, à frente de Mário Soares, convirá adiantar, desde já, que se candidata contra Cavaco e Mário Soares, lutando por dois objectivos muito concretos - derrotar o homem de Boliqueime, se puder e ganhar ao seu velho camarada para lhe mostrar que, afinal, a traição não compensa. Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã sem nenhuma possibilidade de passarem à segunda volta das Presidenciais, se é que vai haver segunda volta, querem aproveitar a campanha e os tempos de antena apenas e tão só para bater em Cavaco Silva e no Governo. É notória a luta que se trava na esquerda e a confusão que tanta candidatura gera. Ao contrário de Cavaco Silva que se apresenta distante do PSD, ciente de que uma candidatura à Presidência da República deve ser entendida e corporizada como uma candidatura supra-partidária. Mário Soares e o Partido Socialista misturam-se de tal maneira que não é fácil acreditar que o fundador do PS tenha conseguido despir a camisola rosa. Se fizermos uma retrospectiva sobre os candidatos, não será dificil constatar que o percurso politico de Mário Soares e Alegre não têm nada a ver com o de Cavaco. O ex-Primeiro Ministro apresenta-se como candidato não envolvido em polémicas e sem revelar a minima preocupação com os outros. Preocupa-o apenas o país. Pelo que vale cada um dos candidatos, pela luta fratricida que se adivinha entre Mário Soares e Manuel Alegre, pela confusão que vai na esquerda, estamos em crer que se os responsáveis pela campanha de Cavaco Silva, não cometerem grandes erros, o Professor será eleito à primeira volta. Não tenhamos ilusões, Cavaco Silva é quem reúne as condições necessárias para devolver o país à confiança, à mobilização e à auto-estima pelas quais aspiram os portugueses.
JMP

 
O que pensam os Portugueses

Temos reservado mais um grande artigo de opinião enviado por e´mail, a publicar ainda hoje

 
Cooperação com qualquer Governo a bem da nação de todos nós

Cavaco Silva prometeu hoje que, se for eleito Presidente da República assegurará uma «cooperação estratégica» com o Governo, no estrito respeito pelas funções presidenciais definidas pela Constituição.
«De mim, o Governo, qualquer Governo, pode esperar cooperação. Sobretudo a cooperação estratégica que permita ao país percorrer solidamente os caminhos da modernização e do progresso», afirmou o candidato a Presidente da República na cerimónia de apresentação do seu manifesto político, no Porto.
Cavaco Silva defendeu que «o Presidente da República pode desempenhar um papel importante na mobilização das energias nacionais» para promover «a confiança, o optimismo e a vontade de vencer». «Ao Presidente da República não cabe legislar nem Governar, mas sim pôr o seu saber ao serviço do país», sustentou.

 
Professor Cavaco Silva poderá vir a ganhar na Primeira volta

Manuel Alegre ascendeu ao segundo lugar das intenções de voto para as presidenciais de Janeiro, mas ainda a uma larga distância de Cavaco Silva, revela o Barómetro DN/TSF/Marktest.
O candidato independente recolhe agora 13,8 por cento dos votos, mais 2,9 pontos percentuais que em Setembro, contra os 10,3 de Mário Soares, que perdeu 4,2 pontos relativamente ao último mês. Já Cavaco Silva também subiu nas intenções de voto ficando agora ainda mais perto de um triunfo à primeira volta, uma vez que subiu duas décimas para os 48,8 por cento.
Num cenário de segunda volta, o antigo primeiro-ministro social-democrata também tem larga vantagem sobre a concorrência, recolhendo 60 por cento dos votos caso Soares fosse o adversário e menos três pontos percentuais caso fosse Alegre o seu oponente.
Ainda segundo o Barómetro, Cavaco Silva recolhe 23,6 por cento das intenções de votos socialistas, 16 por cento dos votantes do Bloco de Esquerda e 13 por cento de eleitores da CDU.
Quanto aos eleitores socialistas, 32.3 por cento apoiam Mário Soares, enquanto que outros 24,1 preferem votar em Manuel Alegre. Entre o eleitorado dos 18 aos 35 anos, Cavaco também tem larga vantagem 48 por cento do apio, ao passo que Soares e Alegre recolhem apenas 11 por cento cada um. Relativamente aos restantes candidatos, Francisco Louçã, do Bloco de Esquerda, aparece com 4,1 por cento das intenções de voto, mais 0,1 pontos percentuais que o candidato da CDU Jerónimo de Sousa. A sondagem revela ainda que 1,7 por cento dos inquiridos admitiria votar em Paulo Portas caso o ex-líder do CDS-PP se decidisse apresentar a votos. De acordo com este Barómetro, sete por cento dos inquiridos não sabem ainda em quem vão votar, ao passo que 81 por cento defendem um «Presidente da República mais interventivo», contra quatro que defendem o contrário.

Ficha técnica:

O Barómetro DN/TSF/Marktest foi elaborado entre 18 e 21 de Outubro, tendo terminado um dia depois de Cavaco Silva ter anunciado a sua candidatura.
Foram validadas 805 entrevistas telefónicas, a maioria das quais a mulheres, onde foi perguntado em quem votariam se as eleições presidenciais fossem hoje.
O erro de amostragem é de 3,45 por cento para um intervalo de confiança de 95 por cento.
Mafalda Gonçalves Ortigão (Fonte - TSF)

2005/10/26

 
Dia 27 de Outubro, Dia do Manifesto
Professor Anibal Cavaco Silva, apresenta o seu Manifesto "As minhas ambições para Portugal", dia 27 de Outubro, em cerimónia a realizar na sala do Infante, no edificio da antiga Alfândega do Porto. A sessão está marcada para as 19 horas.
Consigo estarão os Mandatários da sua candidatura, assim como os Membros da Comissão de Honra.

 
Por falar em "avivar" memórias
LEMBRAM-SE?


 
Eles não queriam o candidato Soares

Um militante socialista de base, Carlos Pinto, confessou ao DN: "António Vitorino seria o nosso melhor candidato."
Continue a ler em: http://dn.sapo.pt/2005/10/26/nacional/o_antonio_vitorino_e_devia_o_nosso_c.html
Perante tanta descoordenação de ideias lá para os lados do bastião socialista, é caso para dizer: DESISTAM que ainda vão a tempo e evitam que o Dr. Mário Soares termine a sua carreira politica com duas estrondosas derrotas. A primeira quando se candidatou a Presidente do Parlamento Europeu e a segunda a que há-de vir em Janeiro.
Marcelo Ricardo Sousa

 
Primeiro caso da gripe das aves, detectado em Portugal

O artigo de opinião no Diário de Noticias de ontem, da autoria da mandatária da juventude da candidatura do Dr. Mário Soares, é o claro exemplo disso. O artigo chama-se "Aviso às populações".
João António Castro

2005/10/25

 
A Desorientação da esquerda - III

.A pedido dos nossos leitores, retirámos o post com o e´mail enviado pelo sr. pedro neil por não revelar qualquer tipo de interesse.

2005/10/24

 
Esta é a verdade

Todos os caminhos vão dar a Belém
"(0341)Apesar de estarem a ser acusados de coisas inacreditáveis, por uma esquerda decrépita e desesperada, estas pessoas estão a prestar um serviço muito relevante à candidatura de Cavaco Silva..."

in - Anjos e Demónios

E nós acrescentamos que não utilizaremos a politica da má educação e do desrespeito contra os outros candidatos e suas familias, politica essa utilizada de forma deplorável em blogs que se dizem apoiantes do Dr. Mário Soares, contra vontade do mesmo segundo se consta no seio dos seus apoiantes de campanha...

 
24 mandatários da candidatura do Professor Cavaco Silva e Manifesto eleitoral, apresentados formalmente na próxima 5.ª Feira

Os 24 mandatários da candidatura de Cavaco Silva serão formalmente apresentados quinta-feira, na Alfândega do Porto, numa cerimónia onde será também divulgado o manifesto eleitoral do ex-primeiro-ministro.
Para já deixamos aqui o nome dos mandatários em todo o país.

Mandatário Nacional - João Lobo Antunes
Mandatária da juventude - Kátia Guerreiro
Mandatário para a informação digital - Diogo Vasconcelos
Distrito de Aveiro - António Nogueira Leite
Área Metropolitana de Lisboa - Medina Carreira
Distrito de Coimbra - Manuel Antunes
Distrito de Beja - Luís Serrano
Braga - Isabel Calado Ferreira
Bragança - João Américo Gonçalves
Faro - José António da Silva
Leiria - Helena da Bernarda
Zona Oeste de Lisboa - José António dos Santos
Portalegre - José Roquette
Distrito de Viana do Castelo - João Carlos Costa
Distrito de Vila Real - Fernando Bianchi-de-Aguiar
Santarém - Pedro Canavarro
Distrito de Castelo Branco - António Salvado
Évora - Manuel Patrício
Distrito de Setúbal - Carlos Beato
Viseu - Isabel Silvestre
Guarda - Paulo Romão
Porto - Valente de Oliveira
Região Autónoma dos Açores - Maria do Céu Patrão Neves
Região Autónoma da Madeira - Isabel Torres

 
Dr. Mário Soares incomodado?

Fonte próxima da candidatura do Dr. Mário Soares à Presidência da República revelou ontem estar um bocado incomodado com a existência do blog não oficial do candidato, por apenas e só criticarem o Professor Cavaco Silva e a sua familia, revelando não ser essa a estratégia que pretendem seguir na campanha, atitude essa que os estará a prejudicar.

Anabela Santos da Rocha

2005/10/23

 
Moita Flores considera Soares, "um ancião respeitável"

"Soares é um ancião respeitável que se candidata porque não havia alternativas à esquerda. Avança para que outro não ganhe e não por ter um projecto! É uma das preversões da democracia e não abona nada a favor do sistema. Revela uma coisa gravíssima: a crise de valores de uma geração que não soube criar condições para que aparecessem novos líderes."
Óscar Saraiva Almeida

 
O perfil do mandatário nacional de Cavaco Silva

João Lobo Antunes nasceu em Lisboa, a 4 de Junho de 1944. Licenciou-se em 1968 em Medicina na Universidade de Lisboa. Três anos após terminar a licenciatura foi para os Estados Unidos, com uma bolsa Fulbright, onde permaneceu entre 1971 e 1984 e trabalhou no Departamento de Neurocirurgia de Nova Iorque (Universidade de Columbia), onde foi nomeado Professor Associado de Neurocirurgia. Doutorou-se em Medicina, pela Universidade de Lisboa, em 1983. Um ano mais tarde regressa a Portugal como Professor Catedrático de Neurocirurgia da Faculdade de Medicina de Lisboa. Durante o ano de 1990 foi vice-presidente para a Europa do World Federation of Neurosurgical Societies; em 1999 ocupou o cargo de presidente da Sociedade Europeia de Nuerocirurgia e em 2000 preside à Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa. Foi professor convidado da Universidade de Pequim (2001) e é membro da Editorial Board de diversas revistas científicas de elevado remone. É também membro de numerosas sociedades científicas europeias e norte-americanas e da Academia Portuguesa de Medicina.
Durante 1996 foi presidente do Conselho Científico da Faculdade de Medicina de Lisboa. Durante esse ano, João Lobo Antunes foi a décima personalidade a receber o Prémio Pessoa.
É autor de mais de 150 trabalhos científicos e editou 3 livros. O gosto pelas escrita levou-o a publicar 3 colectâneas de ensaios: “Um Modo de Ser”, em 1996, “Numa cidade feliz”, em 1999 e “Memória de Nova Iorque e outros ensaios”, em 2002. O objecto de estudo de João Lobo Antunes foram principalmente o hipotálamo e a glândula hipofisária. Em 1982/83 foi o primeiro médico da História a implantar o olho electrónico num invisual. Desde então esse implante já foi realizado em 15 invisuais, permitindo-lhes visualizar algumas formas e distinguir certas cores.
O neurologista trabalha muito: faz cerca de 300 operações por ano.
escrito por: Bartender

 
Eles próprios fazem campanha por nós

"A solução apoiada pela direcção do PS é "patriarcal" e não favorece os princípios da renovação"
Manuel Alegre

A candidatura de Soares "é uma falsa boa ideia".
Eduardo Prado Coelho

A candidatura de Soares é "um mau sinal do sistema político português".
Manuel Maria Carrilho

A candidatura do Dr. Soares não representa a “renovação” política necessária.
Helena Roseta

 
A desorientação da esquerda - II

Qual destes dois candidatos é o candidato do PS?
Porque é que a mandatária da juventude do Dr. Soares,
virou as costas ao Dr. Louçã?

Mariana Fernandes Pereira

 
A desorientação da esquerda

É execrável o que se vai lendo nalguns blogs de alguns cidadãos apoiantes de Soares e da extrema esquerda na blogosfera nacional. 1) Alguns insultam-nos ao ponto de escreverem que os autores do blog não oficial de apoio ao Professor Cavaco Silva, nada mais são do que rapazes e raparigas da extrema esquerda, do PCP e até da extrema direita que tudo estão a fazer para ajudar os candidatos dessas ideologias a ganhar. 2) Outros há que fazem referencia ao blog apenas com o intuito de dizer mal, o que é natural neste país e 3) há ainda outros que insultam referindo que os cidadãos que escrevem neste blog não merecem consideração porque são cidadãos anónimos.
RESPOSTAS:
1) Se tivessem um pingo de vergonha na cara, concerteza não nos colocavam no mesmo saco dessa gente de esquerda, os quais respeitamos a sua ideologia apesar de não compreendermos as suas atitudes.
2) O dizer mal apenas por dizer,sem qualquer fundamento, é o primeiro sinal do medo da derrota.
3) Com os nossos nomes aqui aos olhos de todos, acusam-nos de sermos anónimos? A esses aconselhamos ou um belo par de óculos bastante graduados, ou então oferecemos uma matricula nocturna para acabarem o 1.º ciclo e aprenderem de vez a ler.

2005/10/22

 
Kátia Guerreiro é a mandatária da juventude
João Lobo Antunes é o mandatário nacional

Kátia Guerreiro é a mandatária para a juventude da candidatura
de Cavaco Silva à presidência da República.

Nascida na África do Sul, Kátia Guerreiro foi ainda criança viver nas Ilhas dos Açores, de onde certamente vem muito da sua inspiração como cantora. Mas foi em Lisboa que a paixão pelo fado tomou forma, ainda durante seu curso de graduação em Medicina. Ainda, enquanto exercia a profissão em Évora, Kátia Guerreiro deu início à sua carreira musical apresentando-se como vocalista de uma banda chamada Charruas. Ainda que conhecesse o fado, só se tornou intérprete do género depois de, por acaso, ter sido convidada a cantar numa casa de fados lisboeta, tendo chamado a atenção do público presente e, posteriormente, despertado o interesse da sua gravadora. Dona de uma voz de cores escuras, graves, que tão bem se adequam ao fado, Kátia Guerreiro lançou, em 2001, o seu álbum de estreia, "Fado Maior";, o qual em pouco tempo se tornou um enorme sucesso, alcançando vendas de mais de dez mil cópias, um extraordinário feito para um disco lançado de forma independente. Os aplausos da crítica e a sua indicação, em 2002, ao Prémio José Afonso, somaram-se ao lançamento do álbum em países como Coréia e Japão. Kátia Guerreiro vem, desde então, construindo a sua carreira internacional com apresentações em diversos países da Europa, África, Ásia e América, incluindo o Brasil. Com sua voz límpida e marcante, a cantora já é apresentada nos seus concertos internacionais como "embaixadora do fado", apesar da sua pouca idade e da sua carreira ainda em ascenção. Em 2003, Katia Guerreiro lançou o seu segundo trabalho, o álbum "Nas Mãos do Fado", no qual destaca a releitura de "O Que For Há-de Ser", uma composição de Dulce Pontes à qual Guerreiro conseguiu imprimir a sua interpretação bem particular, e de clássicos como "Chora Mariquinhas Chora", de Amália Rodrigues e José Fontes Rocha. Ela também se apresenta como letrista em "Meu Princepezinho", com música de João Maria dos Anjos. Em 2005, Kátia Guerreiro invade os ouvidos brasileiros na faixa "Dar e Receber", do álbum "Brasilatinidade", do sambista Martinho da Vila - canção que a imprensa brasileira erroneamente chamou de "fado". A faixa "mistura o samba brasileiro com a chula portuguesa, ritmo parecido com o xote brasileiro", segundo Martinho da Vila.
Quanto à mandatária da juventude da candidatura do Dr. Soares, todos sabemos que provem do Bloco de Esquerda e por isso nada mais hà a dizer.
João António Castro

2005/10/21

 
Ramalho Eanes preside à comissão de honra de Cavaco Silva

O ex-Presidente da República Ramalho Eanes vai presidir à comissão de honra da candidatura a Belém do antigo primeiro-ministro Aníbal Cavaco Silva. A comissão de honra da candidatura de Cavaco Silva será formalmente apresentada na quinta-feira, na Alfândega do Porto. Nesse dia será apresentado o manifesto onde estarão expostas as «linhas de orientação» do que será a sua magistratura como Presidente da República.
Óscar Saraiva Almeida

 
O politico do sistema não muda

Identifico em Mário Soares e Jorge Sampaio dois políticos empenhados, com níveis de consciência diferentes e discursos também diferentes, na defesa de um sistema de exploração que na juventude criticaram, mas ao qual se sentem umbilicalmente ligados: o capitalismo. Mário Soares, pelas suas piruetas, apresenta uma trajectória mais sinuosa, e embora não se lhe conheça uma só obra séria (os seus livros são, no terreno do pensamento, antologias de lugares comuns) de criatividade ideológica, adquiriu como político notoriedade internacional por ser um comunicador e projectar a imagem do dirigente que pôs fim à Revolução Portuguesa. Dele têm sido traçados perfis contraditórios que sugerem um percurso desconcertante que resultaria de ao longo da vida o seu corpo haver sido habitado por seres diferentes e ate incompatíveis. Não o vejo assim. As contradições são aparentes. A ultima metamorfose, posterior à agressão dos EUA ao povo iraquiano, impressionou muita gente. Mário Soares, que nunca havia condenado a estratégia imperial de Washington e, como primeiro ministro e Presidente da Republica, se comportara sempre como um aliado dócil de sucessivas administrações norte-americanas, apresentou-se inesperadamente como um critico duro de George Bush e da sua política criminosa. É inegável que os efeitos dessa tomada de posição foram positivos. O mesmo ocorreu com a atitude assumida por Freitas do Amaral, não obstante a reflexão crítica deste sobre as consequências da estratégia irracional dos EUA ser muito mais elaborada e profunda do que a do fundador do Partido Socialista. Não faltou quem interpretasse como guinada à esquerda a condenação por Mário Soares do genocídio iraquiano e os seus alertas sobre os perigos para a humanidade de um neoliberalismo globalizado que a pode levar ao abismo. Houve quem estranhasse também a sua súbita defesa de alianças à esquerda do PS. Alguns dos comentadores de serviço na TV e nos jornais não hesitaram em falar de um "regresso às origens". Não cabe entrar no tema das origens de Mário Soares nem comentar as consequências nefastas das alianças que fez quando no poder. O que se me afigura útil, sim, é lembrar que nas suas oscilações pendulares de superfície, Mário Soares somente preconizou aproximações com forças progressistas consequentes -- nomeadamente o PCP -- em situações históricas em que estas não dependiam dele. Em momentos cruciais do processo revolucionário iniciado em Abril, a sua posição foi outra. No governo, mais tarde, fechou sempre a porta a acordos que traduzissem a vontade de mudança do povo, expressa nas urnas, ao levar à Assembleia da Republica uma maioria de deputados do PS e do PCP. Não hesitou então em aliar-se primeiro com o CDS, depois com o PSD. A perda da memória é sempre negativa na história dos povos. As criticas a Bush de Mário Soares não devem fazer esquecer que a sua opção ideológica de fundo permanece inalterada. O general Vasco Gonçalves e Álvaro Cunhal, personagens que deixam marcas na história profunda do nosso pais, caracterizaram com rigor e serenidade em livros importantes o papel negativo que Mário Soares desempenhou na contra-revoluçao portuguesa. Por si só, a amizade assumida do ex-presidente com Frank Carlucci é bem mais esclarecedora da sua ideologia e atitude perante a história do que as suas críticas de circunstancia à extrema direita bushiana. Recordo aqui, apenas, o que Mário Soares respondeu à TSF quando, depois de afirmar que Álvaro Cunhal não merecia a Ordem da Liberdade, defendeu a entrega de uma condecoração ao ex-director da CIA. Nesse dia, o 26 de Abril de 1997, ao jornalista com quem falava disse entre outras enormidades, que "o Carlucci bateu-se pela liberdade (...) e os comunistas que vivem em total liberdade devem um pouco esse facto ao contributo que Carlucci deu para isso". Sem comentários.
Diferentes são as máscaras que Mário Soares utiliza. Mas, sob elas, o político do sistema não muda.

 
De que lado está a pluralidade?

Quando o blog não oficial de Mário Soares permitir comentários, então sim, estaremos aos mesmo nivel. Até lá estaremos perante dois blogs distintos. Um (o nosso) a favor da pluralidade, da democracia e do debate de opiniões e o outro (o deles), a favor da demagogia e da não aceitação da ideia e opiniões dos Portugueses, talvez por receio dessas mesmas opiniões em relação ao seu candidato.
Marcelo Ricardo Sousa

 
Marques Mendes saúda candidatura de Cavaco Silva

É o «estadista português» que melhores condições reúne para gerar confiança nos portugueses. Foi assim que Marques Mendes, lider do Partido Social Democrata se referiu ao anúncio de candidatura à Presidência da República por parte do Professor Anibal Cavaco Silva. Mendes adiantou ainda 3 razões para apoiar a candidatura, entre elas:
A «confiança» que o ex-primeiro-ministro será capaz de gerar.
«No momento em que Portugal vive uma crise económica e social, o país precisa de confiança. E Cavaco Silva é o estadista português que melhores condições reúne para gerar confiança em Portugal e nos portugueses», disse o presidente do PSD.
A necessidade de Portugal «recuperar a credibilidade» foi a segunda razão apontada por Marques Mendes, que lembrou as características de «rigor e competência» do antigo líder social-democrata.
«Em terceiro lugar, o país precisa de acreditar, de ter esperança e, Cavaco Silva, enquanto primeiro-ministro, soube transmitir esperança», acrescentou .
Luis Salgado

 
12 Frases na apresentação oficial
1 - "Depois de uma cuidada ponderação, decidi candidatar-me à Presidência d a República. Confesso que não foi uma decisão fácil. Faço-o por um imperativo de consciência"
2 - "Estou convencido que, se for eleito, posso contribuir para melhorar o clima de confiança e (...) vencer a situação muito difícil em que o país se encontra"
3 - "Não nos podemos resignar"
4 - "um factor de confiança e credibilidade"
5 - "homem de palavra"
6 - "a experiência e o conhecimento da vida política nacional e internacional adquiridas ao longo dos dez anos em que chefiei o Governo fazem com que conheça bem as dificuldades que se colocam a um Governo em tempos de mudança".
7 - "Não são as honrarias do cargo que me atraem"
8 - "Não me candidato contra ninguém, mas para construir um futuro melhor. Para que Portugal possa vencer"
9 - "Portugal precisa de estabilidade política para resolver os problemas"
10 - "ninguém que pense ser eleito Presidente da República pode prescindir dos poderes que a Constituição confere"
11 - "Não prescindo do poder que a Constituição me confere (de dissolver o Parlamento ou demitir o Governo), mas espero nunca ter razões para usar esses poderes muito extraordinários"
12 - "Mário Soares foi Presidente da República durante dez anos, tem o meu m aior respeito. Ninguém me ouvirá uma palavra de menos respeito em relação à sua pessoa ou aos outros candidatos"

2005/10/20

 
Professor Anibal Cavaco Silva é candidato

Cavaco Silva assumiu hoje a sua candidatura oficial ao cargo de Presidente da República Portuguesa em nome da credibilidade que a Nação merece. Aflitos parecem ter ficado alguns membros do aparelho do Partido Socialista com receio que Cavaco venha a fazer o que fez Jorge Sampaio, dissolver à Assembleia da República. Esse não é o propósito da sua candidatura, porque essa não é a ideologia nem a marca da personalidade do Professor Anibal Cavaco Silva.
Mafalda Ortigão

 
Dr. Mário Soares merece-nos o mesmo respeito que nos merece
Francisco Louçã, Jerónimo de Sousa e Manuel Alegre, porque não é diferente dos outros
Agora não nos peçam mais que isso.
Cavaco Silva é um símbolo da politica nacional ainda, com muito para dar ao país. Graças a Cavaco, temos hoje um país mais desenvolvido, as assimetrias entre as regiões são pouco notórias graças ás vias de comunicação em que ele tanto investiu num dos seus mandatos enquanto Primeiro-ministro. É um homem de Estado que nunca precisou do Estado para viver, Vive para o Estado e para o seu desenvolvimento e é nele que os Portugueses acreditam como sendo o mais capaz para desenvolver uma politica internacional junto dos seu homólogos, com mais benefícios para o país. Não utilizarei o blogue de apoio a Cavaco Silva para mencionar os outros candidatos, escreverei apenas sobre o nosso futuro Presidente da República que vai apresentar hoje a sua candidatura oficial, aquilo que todos os Portugueses estão á espera há já alguns meses e que tanto ambicionam ouvir logo mais á tardinha.

M.R.S.

2005/10/19

 
A pressa é inimiga da perfeição
Cavaco Silva vai esperar "que a poeira assente" para fazer a declaração sobre as presidenciais de Janeiro. A declaração deverá ocorrer dia 20 de Outubro, quinta-feira e o Centro Cultural de Belém como o local escolhido para a conferência de imprensa. Segundo fontes do círculo restrito do antigo primeiro-ministro, "primeiro é preciso esperar pelo rescaldo das autárquicas". Entre os cavaquistas, os resultados das autárquicas são considerados "excelentes", porque "deitaram por terra a tese de que o País vota à esquerda. Como se viu em Santarém, onde o PSD nunca tinha ganho, não é bem assim". O próprio Cavaco Silva telefonou a Carmona Rodrigues na noite eleitoral, para o felicitar pela conquista de Lisboa. Foram "telefonemas muito simpáticos", disse Carmona, referindo-se às chamadas de Cavaco, Jorge Sampaio, Durão Barroso e de Santana Lopes. O telefonema de Cavaco, no entanto, é prática rara em situações do género e pode ser interpretado como um regresso ao palco político. A posição de Cavaco Silva já é neste momento "imutável", segundo fontes cavaquistas, pelo que os números da última sondagem TVI/Intercampus são recebidos como todos os outros estudos anteriores "São a consolidação de uma tendência, que já vem de trás." Para além do rescaldo das autárquicas, Cavaco Silva apenas quer somar outro dado importante: O conhecimento, em detalhe, do que será o Orçamento do Estado para 2006, que deverá ser entregue pelo Governo até à próxima sexta-feira na Assembleia da República.
Esta é a nossa mensagem de apresentação de uma candidatura pensada, séria e com enorme sentido de responsabilidade, em nome dos Portugueses, em nome da Nação.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Counters
Free Counter on-line