Super Cavaco a Presidente

2005/12/20

 
O que pensam os Portugueses
A pessoa A e a pessoa B

A pessoa A governou durante dez anos, tendo obtido por duas vezes mais de 50% dos votos e, por isso, deteve um enorme poder. Durante a sua governação o país teve um rumo e uniu-se em torno dos grandes objectivos nacionais, a democracia consolidou-se, o pluralismo reforçou-se, a economia prosperou, acabou o flagelo dos salários em atraso e do elevado desemprego, a justiça social progrediu imenso, o acesso à educação generalizou-se, a concertação social tornou-se uma realidade como é próprio de uma democracia moderna, etc., etc., daí a obtenção de votações expressivas e dos elogios de insuspeitas entidades internacionais. Deixou uma situação tão positiva que foi possível a alguns pôr o país na boa vida durante vários anos.

Uma pessoa B diz que a eleição da pessoa A para um cargo com menos poderes do que aquele que exerceu durante dez anos constitui um alto risco.

Trata-se de uma afirmação com efeito de ricochete, porque não é credível, revela falta de lucidez, demonstra… bom, é melhor é não aprofundarmos. Perante este tipo de afirmações, qualquer pessoa com um mínimo de bom-senso e inteligência percebe onde está, efectivamente, o alto risco nesta eleição do Presidente da República.

No entanto, este tipo de intervenções tem uma vantagem: facilitam a escolha do próximo Presidente da República.

Cavaco Silva é a opção óbvia. Por um Portugal Maior.

Aziz Issá
azizissa@altalogica.pt

Comments:
http://semrodeios.blogspot.com/
 
Very cool design! Useful information. Go on! »
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Counters
Free Counter on-line